⚠ Unsupported/missing media

O GEDII

O GEDII é uma associação científica constituída por profissionais de saúde ligados ao estudo e tratamento da Doença Inflamatória Intestinal, com corpos sociais que incluem a direcção, o conselho fiscal e a mesa da assembleia-geral. Juridicamente trata-se de uma pessoa colectiva de direito privado, sem fins lucrativos, regida por estatutos, publicados em Diário da República (DR, 2.ª série-N.º137 de 18 de Julho de 2006).
Nota Histórica
Dada a necessidade sentida por um grupo de médicos dedicados ao estudo e tratamento da Doença Inflamatória Intestinal de agregar esforços e partilhar experiências foi efectuada uma reunião preliminar em 7 de Dezembro de 2002 na qual foi decidido criar o Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal (GEDII). Este projecto foi dado a conhecer através de anúncios no “GE – Jornal Português de Gastrenterologia” e no “Tempo de Medicina” e do envio de convite aos Directores Clínicos de todos os Hospitais não especializados do País, com pedido de divulgação aos potenciais interessados. A divulgação através de contacto directo teve também um papel relevante. A concretização do referido projecto teve lugar em reunião realizada a 22 de Março de 2003 na Curia. Considerou-se então que o Grupo de Estudos deveria permanecer aberto a todos os interessados, ficando a programação das actividades entregue a cinco coordenadores (João Freitas, Jaime Ramos, Francisco Portela, João Pimentel, Fernando Magro). Foi nomeado o Dr. João Freitas para encetar contactos e representar Portugal junto da European Crohn’s and Colitis Organisation (ECCO). Permaneceu nestes moldes até Abril de 2006 altura em que foi transformado em pessoa colectiva de direito privado, dotada de personalidade jurídica e regida por estatutos publicados em Diário da República. Ao abrigo dos estatutos foram eleitos em Assembleia Geral realizada em 08 de Julho de 2006, os primeiros corpos sociais do grupo.
Direção
Assembleia Geral
Conselho Fiscal

Objetivos

De entre os objectivos a que este grupo se propõe há a assinalar
1
Promover o conhecimento científico da Doença Inflamatória Intestinal, nomeadamente através da realização de estudos e elaboração de protocolos adaptados á realidade nacional.
2
Celebrar protocolos e colaborar com outras entidades científicas com interesse na área da Doença Inflamatória Intestinal.
3
Proporcionar uma rede de contactos que permita uma rápida disseminação da informação sobre a doença e o estabelecimento de canais de diálogo entre os participantes.
4
Participar em reuniões ou grupos de trabalho nacionais ou internacionais sobre a Doença Inflamatória Intestinal.
5
Elaboração de normas de orientação clínica sobre a Doença Inflamatória Intestinal.
6
Apoiar e organizar acções de formação no âmbito da Doença Inflamatória Intestinal.
⚠ Unsupported/missing media
Conheça a Estrutura do Grupo
Direção
Paula Ministro
Presidente
Raquel Gonçalves
Tesoureira
Diana Carvalho
Vogal
Fernando Magro
Vogal
Francisco Portela
Vogal
Luís Correia
Vogal
Paula Lago
Vogal
Assembleia Geral
Jaime Ramos
Presidente
Paula Moura Santos
Secretária
Ana Isabel Vieira
Vogal
Conselho Fiscal
Paulo Caldeira
Presidente
Henrique Morna
Vogal
Sandra Lopes
Vogal
Comissão Científica
Fernando Magro
Coordenador
Cláudia Camila Dias
Vogal
Isadora Rosa
Vogal
Paula Lago
Vogal
Paulo Freire
Vogal
Comissão de Educação
Francisco Portela
Coordenador
Bruno Arroja
Vogal
Lídia Ramos
Vogal
Ricardo Veloso
Vogal
Young-GEDII
Paula Sousa
Coordenadora
Joana Roseira
Vogal
Maria Manuela Estevinho
Vogal
Sónia Bernardo
Vogal
C-GEDII
Carlos Casimiro
Coordenador
António Manso
Vogal
Fernando Valério
Vogal
Marisa Santos
Vogal
Miguel Campos
Vogal
P-GEDII
Eunice Trindade
Coordenadora
Ana Isabel Lopes
Vogal
Susana Almeida
Vogal
N-GEDII
Paula Moura dos Santos
Coordenadora
Flávio Pereira
Vogal
Sónia Velho
Vogal
E-GEDII
Sandra Martins
Representantes de Portugal na ECCO
Helena Tavares Sousa
Samuel Fernandes
Utilidade Pública
O GEDII foi reconhecido como instituição de Utilidade Pública a 22 de Novembro de 2013 pela Secretaria Geral do Conselho de Ministros conforme despacho publicado em DR, 2ª série, n.234, de 3 de Dezembro de 2013.
Estatutos